Troca de Óleo - Tag Pneus e Rodas

Para evitar manutenções desnecessárias e mais gastos, saiba agora o porquê que trocar o óleo do carro no tempo determinado pode evitar despesas futuras.

Óleo do Motor

O óleo do carro é essencial para lubrificar, limpar e refrigerar o motor, e tem seu desempenho prejudicado quando não é trocado no prazo correto. Para o motor, existem hoje no mercado três tipos distintos de óleo: sintético, semi-sintético e mineral. O óleo sintético é produzido por reações químicas, e é considerado o óleo mais puro; já o óleo mineral é adquirido através de diversos componentes extraídos do óleo e, o semi-sintético, é conhecido por ser feito a partir de uma mistura dos dois outros óleos. Por isso, a primeira dica em relação ao óleo do motor é evitar misturar óleos diferentes no seu carro, escolhendo aquele que melhor se adapta ao seu veículo e ao seu bolso. A ajuda de um mecânico pode ser útil na hora de escolher o óleo ideal.

Manutenção do Óleo

Verificar a quantidade de óleo no motor regularmente evita problemas e gastos desnecessários no futuro. O ideal é identificar o nível do lubrificante no motor uma vez ao mês e, caso seja um carro muito antigo, é indicado verificar este nível duas vezes por mês e completar com o mesmo tipo de óleo sempre que o nível estiver baixo.

É indicado também trocar o filtro de óleo quando for feita a troca total do óleo do motor, pois o filtro armazena sujeira e pode não ser boa ideia mantê-lo sujo com óleo novo e limpo. A validade de cada óleo dentro do motor de acordo com o fabricante e o tipo de óleo: muitos devem ser trocados após 5 mil km rodados, e outros após 10 km rodados. Para quem não rodar esta quilometragem em pouco tempo, a recomendação é trocar a cada seis meses, evitando que os componentes químicos do óleo percam a eficiência e, consequentemente, danificando partes do motor do carro, em casos extremos.